LUTA LIVRE: 18 MILHÕES PODE IMPEDIR A PARTICIPAÇÃO DO PAÍS NO CAMPEONATO AFRICANO

Partilhar está notícia nas redes sociais.

A Federação de Luta Livre precisa de mais de 18 milhões de francos CFA para a participação do país no campeonato africano de luta livre que decorrerá de 25 à 30 do mês em curso em Marrocos, soube o Golo GB das fontes federativas da modalidades.

O Comité Olimpico já disponibilizou à Federação de luta sete bilhetes de passagem para os setes elementos da caravana nacional que deverá deixar o país no próximo domingo.

Falando em exclusivo ao “O Golo Gb” o vice-presidente da Federação, de Luta Livre Valentim Simão Mendes revelou que a instituição que representa precisa de mais de 18 milhões de francos CFA, para custear o alojamento, a participação dos atletas, equipamentos e “perdiem”  dos participantes.

Segundo responsável, cada federação terá que pagar cerca de 165 dólares por atleta e mais despesas, de alojamento, equipamentos e mais subsídios.

Valentim Simão Mendes (Vitorino) informou ao  O Golo Gb, que já enviaram o orçamento da participação do país no referido torneio, desde 13 Março, ao governo, mas até agora não receberam resposta do executivo liderado por Umaro Sissoco.

A caravana nacional deverá deixar o país no próximo domingo, mas continua a pairar duvidas em relação a sua participação devido a não disponibilização das verbas por parte do executivo.

Recordamos que este ano o país será representado por cinco atletas, entre os quais dois seniores e três cadetes. isso devido as exigências da Solidariedade Olímpica Internacional, em como cada federação terá que participar com cadetes. Mas com ausência notável de tricampeão africano, Augusto Midana, pela lesão.

Apesar das más condições de treinos, os responsáveis federativos estão confiantes na conquista de bons resultados.

O sonho dos guineenses em conquista de medalhas no referido torneio, estão entregues aos atletas seniores, Bidon Mpassa na categoria de 97 kilos, Mbundé Cumba Mbali na Categoria de 65 kilos, a atleta cadete feminino Débora Valeria Turé na categoria de 46 kilos, Diamantino Iuma Fafé categoria de 54 kilos e Caitano Antonio Sá na categoria de 58 kilos.

Por: Alcene Sidibé/ Sene Camará