COMITÉ OLIMPICO DISPONIBILIZA 10 MIL DÓLARES À AUGUSTO MIDANA

Partilhar está notícia nas redes sociais.

O Comité Olímpico do país, disponibilizou ontem cerca de 10 mil dólares americanos ao tricampeão africano de luta livre, Augusto Midana para fazer tratamento no centro especializado em Cuba de uma lesão sofrida antes dos jogos Olímpicos do Rio de Janeiro 2016 no Brasil.

Visto por muitos analistas desportivos como o melhor atleta guineense de todos os tempos na modalidade de Luta livre, Augusto Midana irá ausentar-se na próxima edição do campeonato de África desta modalidade a realizar-se em Marrocos no final de Abril de 2017.

Muniro Conté, Presidente da Federação de Luta Livre do país, realçou a contribuição do Comité Olímpico no apoio ao atleta, mas apelou o Estado guineense no sentido de apoiar o atleta que arrecadou dezasseis (16) medalhas para o país. (dez de Ouro, três de Prata e três de Bronze).

Numa recente declaração a imprensa, o atleta Augusto Midana na categoria de 74 kilos, mostrou-se desapontado com as autoridades desportivas devido a falta de atenção.

Na ocasião, a Directora dos Desportos, Sãozinha Évora, reconhece a falta do engajamento do governo em apoiar as federações do país, mas realçou a contribuição do Comité Olímpico no auxílio aos atletas nacionais.

Presente na cerimónia, o Presidente do Comité Olímpico do país, Sérgio Mané, reafirma total apoio da sua instituição no processo do desenvolvimento do setor desportivo.

O Comité Olímpico do país além de disponibilizar a verba do tratamento ao atleta, entregou ainda cerca de três mil dólares americanos por cada um dos cinco atletas guineenses que estiveram nos jogos olímpicos do Rio de Janeiro 2016 no Brasil, nomeadamente, Augusto Midana, Bidopassa Buassat Djonde, Jessica Inchude, Holder Ocante da Silva e Taciana Baldé.

Por: Alison Cabral