BISSAU ACOLHE PELA PRIMEIRA VEZ O DESTINO DA PARTIDA DO “SAHARA DESERT CHALLENGE”

Partilhar está notícia nas redes sociais.

A Guiné-Bissau foi, pela primeira vez, destino final da partida oficial do ‘Sahara Desert Challenge’ que juntou mais de uma centena de aventureiros de diferentes nacionalidades.

Os aventureiros percorreram cerca de 4.735 (quatro mil, setecentos e trinta e cinco) quilômetros, entre os dois continentes, Europa e África, atravessando seis países, nomeadamente, Portugal, Espanha, Marrocos, Mauritânia, Senegal e termina no território nacional.

A caravana chegou esta quarta-feira, 10 de Janeiro 2018, a capital guineense e foi recebida pelo Ministro de Turismo e Artesanato, Fernando Vaz, num ambiente de sons da música e dança teatral de Bale Nacional, na rotunda de império [Praça dos Heróis Nacionais], meta final do evento.

Na ocasião, o responsável do turismo afiançou que a Guiné-Bissau é um dos países mais pacíficos do mundo e convidou os turistas a visitarem o país todo e em especial a zona insular, para constatar a tal realidade.

“Finalmente estão na Guiné, e já ouviram muita coisa [negativa] da Guiné-Bissau, um país cheio de perigo, e, espero que não tenham constatado nada disso. Guiné é um dos países mais pacíficos do mundo”, realçou o governante, acrescentando que “neste país não há roubos, não há raptos nem assassinatos”.

Vaz assegurou ainda aos aventureiros que podem circular normalmente a qualquer hora da noite no país.

Fernando Vaz convidou os turistas a visitarem as ilhas de Bijagós para descobrirem e desfrutarem das potencialidades turísticas de que o país tem para lhes oferecer.

Por sua vez, o responsável da empresa organizadora da aventura turística, ‘Sahara Desert Challenge’, Nelson Felipe agradeceu a recepção calorosa que tiveram no país e prometeu que no próximo ano Bissau será mais uma vez o destino final do evento.

Filipe contou ao jornal O Democrata que a caravana dos aventureiros viajaram por 15 dias, passando pelo deserto de sahara e atravessando planícies de sahel e das savanas e as florestas de Guiné-Bissau.

Segundo Nelson Felipe, a caravana de ‘Sahara Desert Challenge’ ofereceu alguns donativos a algumas povoações do país por onde passaram, tais como materiais médicos e escolares e roupas.

Salienta-se que participaram nesta jornada, mais de cem aventureiros de oito países designadamente, Portugal, Espanha, França, Itália, E.U.A., Suécia, Polónia e Senegal, distribuídos por 10 motos e 38 veículos.

In O Democrata GB

Foto: Alcene Sidibé