ATLETAS DE LUTA INGRESSAM NO CENTRO DE EL JADID EM MARROCOS

Partilhar está notícia nas redes sociais.

Três atletas da Federação de Luta da Guiné-Bissau deixam hoje- 17 de Janeiro 2018-, o país rumo ao Reino de Marrocos para se ingressarem durante um período de 4 (quatro) anos num centro de alto rendimento, na cidade marroquina de El Jadid, noticia O Golo GB.

De acordo com uma fonte do Comité Olímpico da Guiné-Bissau, os três atletas (dois cadetes e um sénior) nomeadamente: Mbundé Imbali na categoria de 64 quilos; a Debora Valeria Turé na categoria de 56 quilos e o Diamantino Fafé de 54 deixam o país, no âmbito de uma balsa olímpica de que beneficiaram, por um período de quatro anos, com a possibilidade de  realizarem treinos em melhores condições.

As informações apuradas de uma fonte ligada ao Comité Olímpico indicam que a ida dos três atletas a Marrocos contou com o apoio do Comité Olímpico da Guiné-Bissau em colaboração com a Federação de Luta da Guiné-Bissau. Contudo, ressalva a mesma fonte ao portal desportivo nacional O Golo GB, que as bolsas atribuídas aos três guineenses serão suportadas financeiramente pela Solidariedade Olímpica Internacional.

O Golo GB recorda-lhe que as duas promessas da luta livre guineense, designadamente a menina Debora Valeria Turé e Diamantino Fafé conquistaram medalhas para o país no Campeonato Africano de Luta Livre realizado no ano passado na cidade marroquina de Marraquexe, ambos como estreantes numa competição internacional.

A menina Debora Valeria Turé [na categoria de 56 quilos] conquistou a medalha de prata e o jovem Diamantino Fafé [na categoria de 54 quilos] conquistou a medalha de bronze nesta prova africana de luta livre.

Por: Sene Camará

Foto: Amadú Bari